terça-feira, 22 de julho de 2008

Vida!


Não sei bem se estou acordada,
Vejo espirais de cores concêntricas,
Como num sonho.
Sinto uma nudez de espírito, agressiva,
Como se alcançasse a verdade do Universo
Com um só pensamento.
Preciso de mais do que o mundo me pode dar,
Numa eterna insatisfação,
Na ânsia de uma perfeição que não existe.
Aparição de outras vidas,
Sensação de verdade extrema e crua,
Vida!
É o meu corpo ou a minha alma?
Não sei!
Será que estou sequer acordada?

2 comentários:

Janis disse...

sinto a eterna sensação da insatisfação...sempre insaciável, sempre querendo mais..sugar todas as energias e todas as vontades..essas, que nunca acabam e me esgotam..e mesmo esgotando..quero sempre mais, e mais, e mais. sempre pensei que fosse bom sê-lo, ate descobrir que sao poucas as pessoas assim. a maioria fica pelo caminho...Ainda continuo a vaguear sozinha nesse barco...por vezes tem um sabor azedo!mas so por vezes...

um beijinho, sempre insatisfeito:P

Ursinho de peluche disse...

É preciso não meter muita pressão sobre nós mesmos. Essa Insatisfação pode trazer uma tristeza profunda e isso nunca é bom. É preciso um equilíbrio...