sábado, 10 de dezembro de 2011

Sol de Inverno

É quase Inverno mas o sol brilha.
Hoje, como tantas outras vezes, o tempo assemelha-se ao meu estado de espírito.

Estou desiludida e nostálgica. O fluxo de sentimentos interrompido, a alma gelada como o clima lá fora. Mas, na ressaca da grande decisão, estou aliviada. Um peso enorme que desapareceu e um holofote de raios de sol que agora me ilumina amenizam o chão coberto de neve e as estalactites de gelo que pendem dos vértices do meu corpo.

Não me parece que houvesse Amor naquilo que eu era até ontem, entre a espada e a parede, humilhada e traída mas, ainda assim, a tentar encontrar uma migalha que salvasse a relação.
No início havia um bolo grande e cheio de afecto. Havia. Depois alguém o devorou sem remorsos deixando apenas estas migalhinhas milimétricas que eu, estupidamente, lambi do chão sujo.

Pelo menos agora, que não resta nada, não há desculpa para não começar de novo.

4 comentários:

O Cercadinho disse...

Seguido leio o teu blog, interessantes teus posts.
Te escrevo para divulgarmos nosso blog, ainda está em processo de expansão. Se quiser nos acompanhar e dar umas risadas:www.o-cercadinho.blogspot.com
Será um prazer te ter nos visitando lá.
O que é O Cercadinho? Segue uma apresentação para te situares.
Em cada relacionamento afetivo, os envolvidos ficam restritos a um espaço, O Cercadinho, onde acontecem as interações. Em algumas fases, está cheio de "queridas", mas em outros, quase vazio. O Cercadinho é o resultado das conquistas amorosas, onde cada um preenche à sua maneira e gosto. Pode ter o critério de cotas e uma de cada: loira, morena, mulata, ruiva ou japa. O estilo Censo do Ibope, com faixas etárias e tipos variados. Até monogâmico com apenas uma mulher selecionada.Entre no nosso Cercadinho e boa leitura.

por Iberê

Luís Gustavo Brito Dias disse...

- nunca as desculpas nos serão suficientes para não começar de novo.


ps: muito bom... muito bom mesmo!

Amanhecer disse...

Muito bem escrito. Diz muita coisa de forma clara e alimenta esperanças.

Ursinho de peluche disse...

Andamos sempre à pesca de algum argumento para voltar... Este lado suícida é preocupante nos seres humanos... Era bom termos a capacidade de nos libertar mais rapidamente, pois o tempo de espera é sempre um tempo perdido.