terça-feira, 4 de novembro de 2008

Mais não!

Hoje disseram-me tantas coisas...
Palavras imundas que nunca deviam ter sido inventadas.
E aquela terrível verdade que é a injustiça!

3 comentários:

Sophie disse...

A quem nos aponta o dedo, é faze-lo rodar 180º, e que olhe pra dentro ;) *

clepsidra disse...

Mas às vezes parece que olham para dentro e não vêem nada...
São assustadoramente vazios de auto-crítica!

Pedro_Berenguer disse...

É aquela velha história de carregarmos os defeitos às costas e de (quase) só os outros os verem...

Seja como for... isso parece-meter sido infelicidade de quem apontou o dedo e não tanto a carga nas costas da menina.

Bj de Bom Fim-de-semana! ;)