domingo, 9 de novembro de 2008

Amanhã logo se vê

A metade cinzenta de mim esforça-se por chegar até à cama. Rasteja.
Subtilmente, amputando os pequeninos sonhos.
Heroicamente, abraçando os grandes com hercúlea força.

Não. Não me apetece chorar.
Vou dormir e amanhã logo se vê.

2 comentários:

MADRUGADA... disse...

É assim que saramos por vezes certas feridas na alma.

Bj

Sophie disse...

O caminho mais fácil é sempre o mais longo, dá mais tempo para pensar!

Escrevi isto no meu primeiro post do blog, e parece-me encaixar nestas ideias ;) Deixar pra depois não é necessariamente sinónimo de tarde demais ;)

Um beijinho *